quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Amigos no Níver de Nei Barros


Aniversário de Nei Barros


Brenda Mariana dormindo


Brenda Mariana


quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Atividades Motoras para Deficientes


Amigos do Projeto Craque de Roda O Projeto Amigos do Craque de Roda dá oportunidades para as crianças carentes de diversos bairros e vilas da Capital do Rio de Janeiro, tendo o esporte, a educação, a cidadania como agente transformador, estimulando a inclusão digital e social. A iniciativa conta com cerca de “alguns” agentes voluntários, chamados “Amigos Craque da Bola”, indicados pelas associações de moradores, associações de agricultores orgânicos de cada local. Cada comunidade recebe dos voluntários um kit, doado por empresas privadas parceiras do programa, composto por bola de futebol de campo e de salão, bola e rede de vôlei, apito e bomba de ar, e recebe a supervisão dos profissionais de educação física das Universidades da localidade na realização das atividades esportivas.
Nei Barros – Bombeiro e ex-atleta de futebol
Email: neibarrosrio@gmail.com/
www.neibarros.blogspot.com/

Demétrio - O melhor da Posição




Demétrio é o “CRAQUE DA BOLA” Demétrio Coelho Filho, o Demétrio, nasceu no Rio de Janeiro em 28 de novembro. Começou sua carreira aos 9 anos de idade no Campo Grande A.C. Com 15 anos, já defendia o time profissional. Passou por diversas seleções de base do Brasil, e teve a glória de conquistar um título mundial de juniores com a camisa amarela. Defendeu também Botafogo-RJ, América-RJ, Operário-MS, Sobradinho, Cestal (Espanha), América de Rio Preto, Mogi Mirim, Botafogo (Ribeirão Preto), Santa Cruz e Noroeste de Bauru, onde parou em 1993 aos 30 anos. Casado e pai de dois filhos, é proprietário, junto com o pai, de uma empresa de reciclagem no Rio de Janeiro. Nos finais de semana, ainda bate a sua bola no time de veteranos do Botafogo carioca. "Jogador não pode viver de ilusão. Ainda bem que investi na minha carreira fora dos campos na hora certa. Sou muito feliz com o que faço e fico triste quando vejo antigos companheiros esquecidos". Demétrio recorda o ano de 1983, em que despontou para a mídia na seleção brasileira de juniores, que conquistou dois títulos importantes: o sul-americano da Bolívia, e o Mundial do México. A vida de Demétrio mudou quando se transferiu para o Cestal, de Bilbao, time espanhol que defendeu por duas temporadas. Mesmo assim, no fundo do baú ainda é possível encontrar casos que só o futebol é capaz de proporcionar. “Que os jovens tenham uma formação em seu caráter, de humildade social e que no futuro se formem em cidadãos do bem”. Lendo a coluna Craque da Bola, percebeu a mensagem do qual o seu amigo Nei Barros direcionou se prontificando a participar do Projeto Craque da Bola, vendo a seriedade do trabalho que os mesmos fazem, dando oportunidade real da integração do jovem no esporte e na sociedade. Recordando Demétrio faz uma pausa para falar do passado. Recorda o ano de 1983, em que despontou para a mídia na seleção brasileira de juniores, que conquistou dois títulos importantes: o sul-americano da Bolívia, em que foi titular, e o Mundial do México, em que amargou a reserva de Dunga logo após a estréia. Não guarda mágoa de nada, muito menos de alguém. Mas faz uma consideração ao ser questionado por que não explodiu como tantos outros que estavam naquele time, como o próprio Dunga, o meia Geovani, e os atacantes Mauricinho e Bebeto. "Ao contrário de gente que tinha empresário forte, quem cuidava da minha carreira e da renovação dos contratos era o meu pai. Talvez por isso, mesmo jogando bem, permaneci no Botafogo por muito tempo, embora tenha sido emprestado algumas vezes pelo clube. Não foram raras as vezes em que vi jogadores ligados a empresários fortes chegando e, mesmo sem tanta capacidade, entrando no time imediatamente". A vida de Demétrio mudou quando se transferiu para o Cestal, de Bilbao, time espanhol que defendeu por duas temporadas. "Alcancei a estabilidade financeira que buscava". A retornar ao Brasil, seguiu com a bola em clubes médios e pequenos até parar definitivamente. "Cansei daquele mesmisse de assinar contratos curtos, com seis meses de duração no máximo. Como já tinha um certo suporte, resolvi investir na fábrica do meu pai e seguir outro rumo". Mesmo assim, no fundo do baú ainda é possível encontrar casos que só o futebol é capaz de proporcionar. Um deles aconteceu após a vitória brasileira por 1 a 0 sobre a Argentina, na decisão do Mundial de Juniores de 83. "Quando chegamos ao hotel após a partida, estávamos tão felizes que não medimos alguns de nossos atos. Da janela do quarto, eu e o Geovani começamos a atirar várias peças do uniforme da seleção, agasalhos, camisas e shorts. O povo, na calçada, delirava. No entanto, de repente o Geovani se lembrou que dentro de uma das calças lançadas para baixo estava guardado um cordão de ouro. Mas aí, já era tarde".

***BATE PAPO***
FALE DO INÍCIO DA SUA CARREIRA ESPORTIVA? Demétrio – Comecei no Campo Grande A. C. aos nove anos com o professor Eli, irmão do Jogador de Basquete Algodão, foi aonde tive a formação do aprendizado de bater na bola, deixava a gente livre, e colocava sempre no time o pessoal com técnica, com 15 anos, já jogava no time profissional do Campo Grande A.C. Na época o treinador, Décio Esteves (in memorian). Hoje tenho a experiência de uma boa base, e por isso hoje apoio um trabalho sério do Professor NEI BARROS, do projeto Craque da Bola.
CITE O NOME DE ALGUNS AMIGOS DAQUELA ÉPOCA? Demétrio – Marquinho (Craque do Pão); Miguel Caquinho; Lúcio (Goleiro); Dedei (Artilheiro); O Seis e Meia (Caíca, Maurício, Pitu, Márcio Chianca, Tom, Teteo, os metralha e outros;
DEMÉTRIO, CITE PARA OS LEITORES ALGUNS CRAQUES DA BOLA NA ZONA OESTE? Demétrio – Marquinho, Dedei, Rogerinho, Zinho, Cacu, Mendonça, Dodô, Luiz Cláudio, Nei Barros, Fidélis, André Silva, Moacyr, Sanches, Serginho, Brandãozinho, Tiquinho, Guga, Almir, Arthurzinho, Luiz Cláudio (centroavante), Fabrício Carvalho, Padão, Mozer, Pimentel, Cássio, Dedé, Wellington Monteiro.
QUEM VOCÊ TEM COMO CRAQUE DO FUTEBOL BRASILEIRO EM TODOS OS TEMPOS? Demétrio - Pelé, não tem comparação. QUAL SERIA A SELEÇÃO DE TODOS OS TEMPOS? Demétrio - Seleção Brasileira de 1970, Tri-campeã.
COMO É VOLTAR AOS GRAMADOS NO MASTER DO BOTAFOGO? FALE PARA NÓS SOBRE O MASTER DO BOTAFOGO? Demétrio - Hoje para mim é uma terapia, rever os amigos, participando com o Mendonça, Hamilton, Nilson Dias, Josemar, Helinho, Vagner Pepe, Jerson, Edson, e outros, uma felicidade de poder jogar novamente, um futebol arte. Agradecendo ao treinador marcos falcon, pela visão de coletividade e com a preocupação de reunir os ex-jogadores dando uma postura de atleta cidadão.
QUE DIFICULDADES ENFRENTAM OS EX-JOGADORES QUANDO EM FINAL DE CARREIRA? COMO MUDAR ESSA SITUAÇÃO? Demétrio – Por ser uma profissão de glamorosa e no encerramento da mesma é que deparamos com uma nova realidade do mercado de trabalho altamente competitivo, temos a necessidade do conhecimento profissional geralmente o atleta quando no auge de sua profissão, não se preocupa em obter uma formação, porque acha que esse glamour não vai acabar.
CITE ALGUMA INSTITUIÇÃO QUE VOCÊ CONHEÇA DE DESTAQUE NO LADO SOCIAL? NA ZONA OESTE? Demétrio - O Rotary Club de Campo Grande, do qual o Sr. Demétrio, meu pai participa e também o Lions Club de Campo Grande, que ajuda ao próximo.
QUAL SUA OPINIÃO SOBRE O PROJETO CRAQUE DA BOLA? Demétrio – Lendo a coluna Craque da Bola, percebi a mensagem do qual o meu amigo Nei Barros direcionou. E logo me prontifiquei a participar do Projeto Craque da Bola, com a seriedade do trabalho que os mesmos se prontificam a fazer, dando oportunidade real da integração do jovem no esporte e na sociedade.
PALAVRAS FINAIS DE CONSIDERAÇÕES? Demétrio - A Deus, aos meus Pais, a minha Esposa e filhos, ao amigo Nei Barros (Projeto Craque da Bola), e aos jogadores que participam no master do Botafogo F.R. ao BLOG do Locutor e Amigo Graciano Caseiro que me concedeu à oportunidade de recordar o passado, como também o meu presente. A minha mensagem para os leitores é: “Que os jovens tenham uma formação em seu caráter, de humildade social e que no futuro se formem em cidadãos do bem”.

NOME: Demétrio Coelho Filho, o Demétrio.
POSIÇÃO: Demétrio (ex-volante – meio campo).
CLUBES: Campo Grande AC, Botafogo-RJ, América-RJ, Operário-MS, Sobradinho, Cestal (Espanha), América de Rio Preto, Mogi Mirim, Botafogo (Ribeirão Preto), Santa Cruz e Noroeste de Bauru.
TÍTULOS: Campeão Sul americano e Mundial - 1983 (Seleção Brasileira); Campeão da Costa Rica – 1987 (Botafogo F.R.);
Para entrar em contato com Demétrio, envie e-mail: recipelfer@yahoo.com.br

***GRACIANO CASEIRO*** Colunista, Divulgador e Comunicador.
Tel: 21-3394 4619 / 9945 2606
e-mail: gracianocaseiroproducoes@gmail.com
projetocraquedabola@gmail.com
BLOG: www.gracianocaseiro.blogspot.com/ www.neibarros.blogspot.com

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Tudo começou na Escolinha de Futebol dos Aliados em Campo Grande, RJ.




Lembro-me com muito prazer de ter participado da Escolinha dos Aliados, no qual compartilhei a minha infância com Robson, Gilson, Manoel, Edson, Dodô, Garrinchinha, Renato Guedes e Careca, meu primo, os quatro últimos falecidos e alguns outros.

Projeto Craque da Bola é implantado



NEI BARROS IMPLANTA “PROJETO CRAQUE DA BOLA” NA ZONA OESTE.

Antonio Carlos de Oliveira Barros, conhecido no meio do futebol arte como, NEI BARROS, lateral direito, começou sua carreira nas divisões de base do Botafogo F.R., time carioca, no qual lhe deu a oportunidade de ser Campeão Mundial na França, pelo Torneio de Croix, atuando como lateral direito pelo Botafogo Futebol e Regata conhecida como “O Glorioso da Estrela Solitária” e jogando também no time de base do Vasco da Gama, passando pelo Atlético Goianiense e Itumbiara de Goiás. Logo alcançou o sucesso nos campos Brasileiros.
Após ter atuado nos campos de futebol, NEI BARROS, iniciou sua carreira na esfera militar, ingressando no Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, e hoje prestes a ir para reserva cumprindo o seu tempo de serviço nessa briosa corporação.
Sua paixão pelo futebol e o esporte em geral, a fé em Jesus Cristo e o desejo de implantar um Projeto para revelar novos talentos para o futebol arte de nossa região, fez com que NEI BARROS, transformasse sua conduta em uma maneira de ajudar o seu próximo, através do Projeto ”CRAQUE DA BOLA”.
Sendo Nei Barros uma pessoa humanista, sua grande preocupação é com a formação de uma nova geração de jogadores. A visão do humanista NEI BARROS é por uma sociedade mais preocupada com aqueles que um dia brilharam nos campos de futebol e hoje não tem espaço dentro da mídia e dos clubes.
***Bate Papo***

QUE DIFICULDADE ENFRENTAM OS EX-JOGADORES ? QUAL A SOLUÇÃO PARA ISSO?
“... A falta de formação do atleta como cidadão junto à sociedade, a desilusão de alguns jogadores que esperavam algo a alcançar e não obtiveram êxito, levou-me ao estágio de preocupação de como ele(s) poderia(m) sobreviver(em) ou ser(em) mais forte, para superar(em) aquela situação de um sonho não realizado, já que com a experiência direta com diversos casos, constatei que poucos ex-jogadores conseguiram superar esse trauma de não ter alcançado o auge das suas carreiras e outros se perderam ao ficarem no esquecimento”.

COMPARTILHE CONOSCO SUA EXPERIÊNCIA NOS CAMPOS DE VARZEA NA SUA ÉPOCA? - Tive o privilégio de nascer numa época onde poderia ser criança e ir para o campo de futebol. Pois havia espaço (vários campos de futebol nos bairros da Zona Oeste), tínhamos lazer e prazer de participar de uma pelada, com os times formados pelos nossos amigos, criando com isso uma geração de companheirismo e amizade.

QUEM SÃO OS SEUS AMIGOS DESSA ÉPOCA MARAVILHOSA? - Lembro-me com muito prazer de ter participado da Escolinha dos Aliados, no qual compartilhei a minha infância com Robson, Gilson, Manoel, Edson, Dodô, Garrinchinha, Renato Guedes e Careca, os quatro últimos falecidos e alguns outros.

COMO FOI SEU INGRESSO NAS DIVISÕES DE BASE DO BOTAFOGO F.R.? - Fui realizar um teste na Escolinha do Botafogo F.R., que treinava no Everest F.C. em Inhaúma, ali tive como orientador e professor, o saudoso NECA. Nessa época pela dificuldade trouxe-me uma experiência a que hoje tenha uma atitude de tentar ajudar outros que não tiveram seus sonhos realizados nos campos de futebol e na vida.

SEU PRIMEIRO JOGO COM A CAMISA ALVINEGRA? - Curiosamente, ao fazer o teste, o Botafogo F.R. jogaria contra o Flamengo no Maracanã. E o seu NECA, convocou-me e me escalou. Foi a primeira experiência como Jogador e a satisfação de pisar nos gramados do Estádio Mário Filho, e mais feliz por termos ganhado de 1 X 0 enquanto os profissionais ganharam de 6 X 0, o melhor de tudo eu tinha 13 anos e um futuro promissor.

QUAL FOI O TIME CAMPEÃO MUNDIAL NA FRANÇA? - Recordo com muita satisfação e respeito aqueles que há anos não vejo, mas o sentimento, a amizade, e a saudade faz me lembrar desses tempos áureos. Nossa equipe era composta por: Zé Carlos, Nei Barros, Carlinho, Bruno Ferreti e Dodô(in memoriam), Luizinho Rangel, Mendonça e Tiquinho(in memoriam), Leônidas, Antônio Carlos e Serginho. Tendo como técnico Professor NECA(in memoriam).

QUAIS FORAM SEUS COMPANHEIROS DE CAMPO? - Tivemos uma seqüência de categorias muito próximas, estávamos sempre juntos. Era o Mendonça, Luizinho Rangel, Antônio Carlos, Nivaldo, e outros.

QUEM VOCÊ LEMBRA DE JOGADORES QUE MARCARAM SUA CARREIRA? - Mendonça marcou-me muito pelo talento, o comportamento dentro das quatro linhas, com a sutileza no tratamento com a bola. Luizinho Rangel, esse é amigão, pelo caráter, pela postura, profissionalismo e seriedade. Baltazar, Artilheiro de Deus, amigo que tinha uma perseverança no Senhor Jesus. Exemplo de Fé nos campos de futebol.

QUEM VOCÊ TEM COMO MAIOR CRAQUE NO FUTEBOL BRASILEIRO? - Pele é incomparável, Zico, homem atleta, Romário, Artilheiro, Gerson, o canhotinha de ouro e Jair Furacão, atacante.

QUE CRAQUE DA BOLA VOCÊ LEMBRA E SÃO DA ZONA OESTE? - Na Zona Oeste, existe vários talentos, entre os que lembro estão, Fidélis, Tiquinho, Guga, Fabrício Carvalho, Dodô, Rogerinho, Arthurzinho, Dedei (In memorian), Demétrio (O melhor da posição), Joilson, Marquinho (Craque do Pão), Luiz Cláudio(Bimba), Luiz Cláudio, Palmeirinha, Vítor (Negão),e Pimentel. Paulinho Lubumba, Boquinha, Celso Loredo, Rubens, Eduardo (joga na Bélgica) entre outros.

QUAL SERIA A SELEÇÃO DE TODOS OS TEMPOS? - A seleção Tricampeã de 1970, incluiria a esta seleção o craque Romário.

COMO INICIOU SUA CARREIRA PARA REVELAR TALENTOS PARA O FUTEBOL? - Em 1992, juntamente com Professor Cebola (In Memorian), iniciou-se minha primeira Escolinha de Futebol no Luso Brasileiro Tênis Clube, em Campo Grande. Em 1996, iniciei a Escolinha de Futebol ”Jesus Salva”, no bairro Jardim Nova Guaratiba, em Campo Grande, RJ. Tenho a honra de ter realizado um trabalho social como Professor de Futebol no Censotraco (Centro Social para Trabalhadores Comunitários) coordenador pela Dona Adélia e Sr.Osmir. E em 1998, a Escolinha de Futebol do Vasco da Gama em Madureira, junto com o ex-jogador Nivaldo.

VAMOS FALAR SOBRE O SEU PROJETO CRAQUE DA BOLA? - Em 2007, surgiram algumas oportunidades de prepararmos um projeto que revelasse novos talentos para o Futebol do Rio de Janeiro, e um deles denominou-se Projeto “CRAQUE DA BOLA”, que visa incentivar jovens talentosos a praticarem com prazer um futebol arte. Estamos procurando apoio e parcerias de profissionais do ramo para unir idéias e discutir a melhor estratégia para esse projeto, sobretudo espero novos parceiros (empresários, técnicos de futebol, fisioterapeutas, professores de educação física e colaboradores).

QUAL O SEU OBJETIVO NESSE PROJETO? - Realizarmos uma Copa de Futebol de Campo na nossa região com a finalidade de treinar e encaminhar jovens na medida do possível para os Clubes. Termos palestras a fim de mostrar, orientar e disciplinar sobre a realidade da profissão. Dar oportunidades aos companheiros (ex-jogadores) voltarem a se sentir úteis no seu dia a dia. Mostrar a importância do Esporte (FUTEBOL), no seu lado coletivo, educacional e disciplinar. Esperamos proporcionar a integração de nossos jovens, através do futebol arte com a sociedade.

O QUE É AMIGOS DO FUTEBOL ARTE? - É um grupo de amigos que se reúnem uma vez por mês para elaborar eventos, discutir projetos para o esporte e a cultura. São pessoas que amam e dedicam seus tempos para aplicação, desenvolvimento e amor ao próximo. Entre eles temos, Maurão, Cirilo, Marialva, Léo Barros, Luciano Primo, Luciano Eduardo, Clóvis, M.Silva, Solange (Itaguaí), Neves, Aguinaldo, Graça Lucena, Cisneiros, Osmir, Chiquinho(Brito), Roni, Ernesto, Adauto(Mendanha), Odila, Petrungaro, Dunda, Grijau, Ronaldo, Rozani, Izabel, Paul, Verônica, Paulo, Lopes, Izaías, Fernandinho, Luiz Claudio, El Hayck, Pontes, Gean, Marcelo, Ordilane, Adalto Barros, Atila, Silvio, Dona Mona, Otacílio(Sta Cruz), Gilson, Silva, Edgar, Oswaldo, Rita de Cássia Caseiro, Roberto Moreira, Patrícia, Marcos(Brito), Narcizo, José L. Virgílio entre outros. Esses são os Amigos que incentivam o futebol arte em Campo Grande, Santa Cruz, e na Zona Oeste em geral.

CITE UMA PERSONALIDADE CARIOCA QUE AJUDA AO PRÓXIMO? - Um homem que me encantou pelo seu caráter e sua simplicidade e sua maneira humanista de viver, buscando sempre uma forma de ajudar os Portadores de Necessidades Especiais, quer seja através de contratação para trabalho ou através do apoio direto a prática esportiva de Deficientes Físicos (PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS) falo de Otávio Leite, Deputado Federal.

SUA MENSAGEM A ESSA NOVA GERAÇÃO? - Que a Zona Oeste possam ter empresas que incentivem o esporte criando e dando oportunidades para a criação de novos talentos, e colaborando para a criação de empregos para os milhares de desempregados e os Deficientes Especiais. Que possamos dignificar o cidadão junto a seus familiares e aqueles que o cercam. Que os meus companheiros de farda tenham a certeza de que existe esperança, seriedade, e que possam confiar, que a fidelidade é uma prioridade fundamental na vida de todos que querem ajudar ao seu semelhante. Que tenham respeito uns pelos outros e que nessas eleições (2010) possam escolher seus representantes visando um Rio de Janeiro melhor, um Brasil cheio de esperança e que tenham memória daqueles que um dia brilharam em seus clubes e levaram alegria a sua cidade e aos seus lares.

SUAS PALAVRAS FINAIS DE CONSIDERAÇÕES? - Agradeço em primeiro lugar a Deus, a minha família, aos amigos, e ao amigo Graciano Caseiro que através do seu BLOG me deu essa oportunidade de recordar e sonhar não só com o meu passado, mas também com o meu presente e o meu futuro. Quero também lembrar, dos bons tempos do Futebol Arte no Rio de Janeiro e espero que sejamos incentivadores e colaboradores para gerações futuras na formação de novos CRAQUES DA BOLA.

Se desejar entrar em contato comigo,
mande-me um e-mail: neibarrosrio@gmail.com
www.neibarros.blogspot.com


GRACIANO CASEIRO
Colunista, Divulgador e Comunicador. 21-3394 4619/ 9945 2606
e-mail: gracianocaseiroproducoes@gmail.com
BLOG: www.gracianocaseiro.blogspot.com/

Perfil de Nei Barros Bombeiro - ex-atleta de futebol



Antônio Carlos de Oliveira Barros
Nei Barros - Morador da Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Subten do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro,
orientador técnico de futebol, em Escolinhas de bairro e algumas
instituições. Ex-jogador de futebol do Botafogo F.R. e Atletico
Goianense-GO.
Nei Barros, sempre se preocupou com a situação dos jovens e
crianças das classes menos favorecidas, buscando como
orientador de futebol mostrar a estes jovens uma nova expectativa
de vida através do Esporte e principalmente da Educação, pois na
sua visão além de ser excelente atleta tem que ser excelente aluno,
já que a educação mudará nosso Município.
Como militar observa a necessidade de creches para os filhos de
Bombeiros, além da falta de acompanhamento psicológico para os profissionais militares em final de carreira. Já que ocorre uma
mudança muito brusca na vida de quem se habituou com a vida
militar e se vê como um cívil.

Contatos: 21-8804-0657
neibarrosrio@gmail.com
www.neibarros.blogspot.com